Curso Superior de Tecnologia em Biotecnologia

tenha acesso:

 

DESENVOLVER NOVOS PRODUTOS E SOLUCIONAR PROBLEMAS

O termo Biotecnologia refere-se a um conjunto amplo de tecnologias que envolve a utilização, alteração controlada e a otimização de organismos vivos ou suas partes, células e moléculas, para a geração de produtos, processos e serviços. Envolve o desenvolvimento do conhecimento científico e tecnológico em diferentes áreas tais como, a biologia molecular, biologia celular, genética, bioquímica, fisiologia, microbiologia, imunologia e informática que vem se mostrando essencial à saúde humana, à agropecuária, à indústria e ao uso sustentável de recursos naturais.

A Biotecnologia é hoje um campo estratégico promissor no tocante à competitividade científica e tecnológica do Brasil, não só pelo potencial de conservação e exploração da biodiversidade, mas também, por abranger vários setores da economia, como o agronegócio, indústria farmacêutica, indústria alimentícia, setor energético, produção de insumos biológicos, biodefensivos agrícolas, recuperação de áreas degradadas através da bio e fitoremediação.

O vestibulando que pretende cursar esta graduação deve ter afinidade com as áreas biológica e tecnológica, isto é, precisa gostar de química, biologia, matemática, física e informática, dominar bem o português, além de gostar de desafios envolvendo inovação, criatividade, empreendedorismo e necessita estar sempre bem informado sobre as transformações do mundo globalizado e da sociedade.

O estudante será responsável pela sua formação desde o primeiro semestre do curso que poderá ser concluído entre dois anos e meio e três anos e meio. O aluno que pode cursar as disciplinas somente pelo período noturno levará três anos e meio para se formar. Caso o educando também possa assistir às aulas durante a tarde, conseguirá adiantar a graduação em até dois semestres

O Tecnólogo em Biotecnologia graduado pela UFPR poderá continuar sua formação com o programa de pós-graduação para a área que está previsto para ser implantado na Universidade em 2011.

Os Tecnólogos em Biotecnologia tem grande mercado de trabalho a ser explorado, mostrando às empresas a importância de seus serviços.

 

Quadro:
Duração do curso: 3 anos e meio
Turno: noite
Vagas: 80
40 para o primeiro semestre
40 para o segundo semestre
Local: campus Palotina - Rua Pioneiro, 2153
Contato: clique aqui

Mercado de Trabalho

O mercado de trabalho para o Tecnólogo em Biotecnologia é emergente e ainda está em desenvolvimento, mas é carente de profissionais qualificados.

O profissional em Biotecnologia além de desenvolver tecnologias relativas a processos químicos, desenvolverá bioprocessos, técnicas de bioquímica, genética, biologia molecular e celular, microbiologia e imunologia, por exemplo. Estas áreas têm aplicações na agropecuária, saúde, indústria farmacêutica e de alimentos, fatias da economia que são fundamentais para o desenvolvimento nacional. Essa formação diversificada ao tecnólogo em Biotecnologia proporciona uma grande amplitude de possibilidades de inserção no mercado de trabalho seja na indústria, laboratórios, institutos de pesquisa e universidades.

Curiosidades

A formação do Tecnólogo em Biotecnologia não é feita somente nos laboratórios, inclui atividades de campo e em usinas piloto bioindustriais.

  1. A carreira do Tecnólogo em Biotecnologia prevê que o aluno tenha a habilidade de elaborar e executar projetos biotecnológicos, mas também em ser um gestor e empreendedor.

  2. O mercado de trabalho está em franca expansão.

  3. Novas tecnologias geradas pelos tecnólogos poderão contribuir para o aproveitamento de resíduos agroindustriais gerando mais renda aos produtores rurais.

  4. O Campus Palotina localizado no oeste do Paraná, caracteriza-se por ser uma importante região agroindustrial do país.

 Desenvolvido por Jorge Minor Fernandes Inagaki